Artigos > A IGREJA DE TIATIRA, MODELO DE DESENVOLVIMENTO ELOGIAVEL

A IGREJA DE TIATIRA, MODELO DE DESENVOLVIMENTO ELOGIAVEL

A IGREJA DE TIATIRA, MODELO DE DESENVOLVIMENTO ELOGIAVEL

 

Quando nos ocupamos em falar da igreja no Novo Testamento, variadas são as imagens. Ela é descrita como família, afinal temos um Pai e somos irmãos, ela é descrita como uma nação santa, afinal nossa pátria não é aqui (Fp 3.20), ela é descrita como Reino, afinal temos uma majestade e somos seus súditos. São variados as imagens que definem a igreja no Novo Testamento, entretanto a imagem que creio ser a que mais dá o que pensar é a imagem de corpo.

O corpo ele é um organismo organizado, assim como a igreja, o corpo precisa de nutrientes, assim como a igreja, o corpo tem um cabeça assim como a igreja ( Cl 1.18), o corpo tem vida igualmente a igreja. Então visto que existe demasiada aproximação como este conceito corporal, também é inerente ao corpo, digo a igreja crescer e desenvolver-se. Porem na palavra do Senhor essas ideias sobre o crescimento da igreja é amplamente desenvolvida, veja texto de Efesios 4, Romanos 12 – 14, 1 Corintios 12-14, entretanto ainda sim podem nos parecer um pouco distante. Em Apocalipse capitulo 2.18-19, vemos um exemplo real, concreto de uma igreja, digo corpo que cresceu , desenvolveu, a igreja de Tiatira.

Esta comunidade cristã da Asia Manor que recebeu a maior de todas as cartas das igreja do apocalipse, nos apresentou sinais claros de crescimento e desenvolvimento. Estes indícios são revelados quando lemos “Conheço as tuas obras, o teu amor, a tua fé, o teu serviço, a tua perseverança e as tuas últimas obras, mais numerosas do que as primeiras.”  (Ap 2.19).

Estas virtudes sem dúvida alguma constituem o que se espera da igreja. O amor deles era crescente, interessante que é uma contrapartida à situação dos de Efeso (Ap 2. 1-7), ou seja, era uma comunidade que não hesitava em demonstrar o impacto do primeiro Amor. Os irmãos de Tiatira, tinham uma Fé poderosa, visto que eles eram crescentes no serviço, é obvio que só serve aquele que de fato ama e tem fé. Tambem estes irmãos eram perseverantes, isto é não se abatiam frente a dificuldades e aflições uma vez que o amor era crescente , a Fé inabalável e o serviço estilo de vida, logo perseverança seria consequência lógica. De forma ampla o texto termina dizendo que as ultima obra mais numerosas que a primeira. Puxa vida esta realmente é uma comunidade da qual quero pertencer !!!.

As constatações acima, entretanto, não os imunizaram ao erro. Eles estavam seguindo falsas ensinos que poderiam leva-los à ruina, custando-lhes a salvação. Porem o que chama a nossa atenção não é o fato deles estarem seguindo hereges, mas o fato de que Jesus reconheceu todo o esforço destes irmãos e os elogiou demosntrando-lhes que não obstante tinham seus erros , mas eram uma comunidade virtuoso. A frase  “ Conheço as tuas obras” revelam como o senhor Jesus os amava e estava atento aos progressos dos irmãos e reconhece de modo que os deixou registrados para nossa edificação, ainda que os pecados pudessem ser nojentos, suas obras eram  dignas de um corpo bem ligado ao seu cabeça.

Com isso Jesus nos ensina a ter um comportamento bem diferente. Nossa tendência humana viciado em erros , pecados é sempre priorizar o mal, o que é errado e apenas enxergar coisas maléficas. É comum ouvir “ todo mundo é mal”, “é tudo corrupto”, “ nunca fazem nada certo”. A reflexão é a seguinte será que nosso padrões em reconhecer a obra de outros é baseado em fatos, ou tão somente baseado em nós mesmo ? Jesus teria todas as prerrogativas do mundo para tão somente repreender a estes irmãos, visto que seus padrões são puros e excelentes, mas no meio do mar de lama, por assim dizer ele encontrou virtudes.

Como isso nos traz conforto e orientação Jesus elogiou e reconheceu o que o povo de Tiatira fazia, de bom e de ruim, porem priorizou o positivo, porque? Por que é priorizando o positivo que se supera o negativo. Assim como filhos da Luz devemos receber a Cristo como aquele que conhece nossas obras e aquele que nos repreende cheio de ternura. Os elogios são parte inerente de uma vida dedicado à vontade soberana de Deus, porem nunca deve ser nossa prioridade, somos salvos por Graça  e os elogios é parte inerente à bondade e amor do Senhor que amamos e servimos      

 

 

MARCELO GONÇALVES



Rua : Emile Pilon, 197 Vila Arens 4587-6504

Copyright © Escola da Biblia - Todos os direitos reservados